Segundo o director-geral do projecto, Fernando Correia, que falava à margem do seminário sobre novas técnicas de produção, promovido pela Sodepac, a fazenda produz, actualmente, 60 toneladas de farinha torrada/mês, igual número de fuba de bombó, e com a entrada em funcionamento dos novos equipamentos quer acrescentar mais mil quilos/dia de tais produtos, perfazendo novos 30 toneladas ao mês.
Na visão do gestor, quando entrarem em funcionamento os equipamentos, o projecto vai começar a dispôr novos produtos derivados da mandioca, como amidos, biscoitos, bebidas alcoólicas e rações para animais. Para a presente safra estão cultivados seiscentos hectares de mandioca, bem como fazem a aquisição de bombó aos camponeses ao nível da província. A companhia, localiza-se no Pólo Agro-industrial de Capanda, conta com mais de cem funcionários.

Mais empresas

A Sociedade de Desenvolvimento do Pólo Agro-industrial de Capanda (SODEPAC), concedeu aval de exploração de terras a 21 empresas que aprovados mediante os planos de negócio.
A informação foi avançada pelo presidente do conselho de administração da Sodepac, Carlos Fernandes, referindo que deste número doze, encontram-se em pleno funcionamento e as restantes estão paralisadas por falta de financiamento.
O pólo conta com uma rede viária composta por 260 quilómetros, uma rede de distribuição de energia de 273 km, encontrando-se na fase final a ampliação de duas subestações de Cacuso e Malanje.
Aguarda-se pelo repotenciar da subestação de Capanda para que os 12 megawats necessários dentro do pólo sejam disponibilizados para o desenvolvimento dos projectos agro-industriais.