O projecto de aquicultura denominado fazenda “Quinta Bagre”, localizado no perímetro irrigado de Caxito, município do Dande, província do Bengo, prevê produzir cerca de 300 toneladas de peixe bagre, até ao fim do primeiro trimestre de 2020.
O projecto de produção de peixe bagre desenvolvido nessa unidade agrícola, é financiado por fundos holandeses na ordem dos 500 mil dólares e foi concebido há sete anos na fazenda, e conta com 12 tanques de 5/10 metros de comprimentos cada, que ocupa uma área de 40 hectares dos quais dois em produção.
O sócio gerente da fazenda Quinta Bagre, Mário Mendes, disse que a intenção do projecto é transformar o local num grande centro de produção e processamento de bagre, e para que sirva também a comunidade local com a produção de derivados de peixe.