Três ravinas, uma das quais de proporções alarmantes, provocada pela corrente das fortes chuvas que se abatem sobre a região nos últimos meses ameaçam destruir uma parte considerável da estrutura do pavimento da Estrada Nacional 180-A, que estabelece a ligação entre os municípios do Chitato e Cambulo.
Em função do perigo representam para a integridade física da Estrada Nacional 180-A, o governador provincial da Lunda Norte Ernesto Muangala deslocou-se na terça-feira às localidades do Fucauma e Cassanguidi município do Cambulo onde, estão a surgir as referidas ravinas com o objectivo, de serem encontradas soluções para uma intervenção paliativa.
 Em declarações à imprensa, o vice-governador para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, Lino dos Santos, explicou que além da obstrução das passagens hidráulicas, o surgimento e a progressão das ravinas, tem a ver também com a falta de trabalhos de conservação e manutenção das principais
vias de comunicação.
“Essas ravinas, que estão a pôr em causa a integridade física da EN nº 180-A, são todas de origem hídrica. Ou seja, são resultado da obstrução das passagens hidráulicas e da falta de conservação e manutenção. Temos vindo a clamar pela brigada de conservação e manutenção de estradas que é da responsabilidade do Fundo Rodoviário e Obras de
Emergências”,  declarou.
A empresa Omatapalo, que entre os anos 2012 e 2017 executou as obras de reabilitação e asfaltagem dos 90 km, revela que vão ser estudadas algumas obras para se conseguir salvar o pavimento que corre o risco de “engolir” a estrada.