A república Checa pretende financiar nos próximos anos a construção de centrais fotovoltáicas a nível de diversos municípios que compõem o país visando aumentar a oferta de energia eléctrica às populações, soube a Angop.
Em declarações à imprensa o responsável da empresa “FARMTEC“, Roman Koutny, disse que foi realizado um workshop que serviu para abordar a actividade da fazenda “Agro-industrial” e que o seu grupo pretende nos próximos tempos erguer em vários municípios do país centrais fotovoltáicas de formas a servir as comunidades, através de um contrato rubricado com o sector de energia e águas de Angola.
Considerou a região do Bié como propícia para a construção de centrais, tendo solicitado o engajamento dos investidores da província para a materialização do projecto, a quem saudou as boas relações institucionais.
Por sua vez, o governador em exercício do Bié, Carlos Ulombe da Silva, enalteceu a iniciativa dos investidores checos, afirmando que os empresários estrangeiros são bem-vindos ao país, e à província em especial, uma vez que ajudam na diversificação da economia.
Angola estabeleceu relações político-diplomáticas com a República Checa a 01 de Janeiro de 1993, data em que se constituiu o novo Estado Checo.
Em Dezembro de 1999 foi assinada uma declaração sobre as relações bilaterais entre os dois países. Em 2006, o então ministro das Relações Exteriores, João Miranda, e o ministro dos Negócios Estrangeiros da República Checa, Cyril Svoboda, assinaram um Memorando de Entendimento e um Programa de Cooperação para o Desenvolvimento.
Testemunharam o workshop, mais de 70 empresários.