O director provincial da Hotelaria e Turismo, na província do Uíje, Abraão Laurindo da Silva, convidou os empresários nacionais e estrangeiros a investirem no sector, com vista ao desenvolvimento da região. O responsável destacou que a província carece ainda de empreendimentos turísticos de qualidade. Segundo revelou, o Executivo angolano está a criar mecanismos eficazes para apoio aos jovens empreendedores que apresentarem projectos sólidos.

Inauguração
A cidade do Uíje conta com mais uma unidade hoteleira de três estrelas, denominada “Pinguim”, pertencente ao grupo empresarial “7 Cunhas”. Paralisado há 30 anos, o empreendimento conta com 12 quartos, com capacidade para 40 camas, restaurante, pastelaria, distribuídos nos dois pisos. Para o presidente do conselho de administração da empresa proprietária da unidade, António Cunha, a infra-estrutura construída de raiz em 1972 oferece serviços de qualidade e visa contribuir para o relançamento do sector na província. Antigamente, o espaço oferecia apenas serviços de padaria e pastelaria, tendo sido agora remodelado e ampliado, principalmente no sector de restauração.

Aposta
Convidado a dissertar no acto que marcou a reabertura da unidade hoteleira, o vice-governador do Uíje para o sector Económico e Produtivo, Carlos Mendes Samba, aproveitou a oportunidade para convidar a classe empresarial da região a criar infra-estruturas capazes para dinamizar o sector produtivo, criando com estas iniciativas vários postos de trabalho, e ajudar o Executivo no combate à pobreza.

De acordo com o governante, o sector da Hotelaria e Turismo é um dos mais importantes na diversificação da economia, devido à sua importância estratégica. Carlos Mendes Samba pediu ao empresariado para investir também noutras áreas do sector produtivo da província, como por exemplo na agricultura e indústria transformadora.

Primeiro emprego
A unidade hoteleira empregou nas diversas áreas 28 trabalhadores, sendo a sua maioria jovens de ambos os sexos. Do total, três são expatriados. Pedro Soqui, 27 anos de idade, é um dos jovens que conseguiu o seu primeiro emprego na unidade hoteleira. O jovem revelou à reportagem do Jornal Economia & Finanças