O director-geral do Gabinete de Informação Geográfica do Ministério do Urbanismo e Habitação, Nelson Bandeira, disse ao JE que a criação de uma base de dados actualizada do sistema de informação geográfica nacional pode jogar um papel preponderante para o desenvolvimento
económico e social do país.
O responsável precisou queo Ministério do Urbanismo e Habitação está a fazer esforços para a digitalização das obras em construção e por
construir um pouco por todo o país.
Quanto à obtenção de informação sobre a distribuição geográfica de fenómenos e objectos, Nelson Bandeira informou que a sua instituição disponibiliza informações que eram contidas somente em mapas.
Destacou que o sistema de informação geográfico actualizado permite “visualizar o país em tempo real” e facilita as autoridades na decisão de qualquer situação ligada à gestão do espaço, terrestre, marítimo e aéreo”.
Sobre a cobrança de imposto predial, o gestor disse que o serviço dá informação geográfica para se identificar o edifício, os verdadeiros proprietários, bem como as dimensões e os emolumentos a pagar.
Por outro lado, o responsável garantiu que o sistema de informação geográfico facilita a gestão territorial ao colocar à disposição das autoridades informações reais sobre a distribuição geográfica do país, bem como a sua ocupação.

Desempenho
Actualmente, precisou, questões como o conflito de terras, bem como a definição de novos espaços para auto-construção dirigida podem ter um melhor encaminhamento, se a base de dados da informação geográfica do país estiver actualizado.
Frisou que a resolução de questões que têm a ver com a dimensão do espaço estão ligadas às técnicas de geoprocessamento.
O Sistema de Informação Geográfica comporta hardware, software e outras informações espaciais, além de procedimentos computacionais, e recursos humanos que permitem e facilitam a análise, gestão e representação do espaço e outros fenómenos que ocorrem nele.
O país, através do Instituto Geográfico e Cadastral de Angola, (IGCA) está a envidar esforços para digitalizar a base de dados goegráfica nacional.