As obras de construção e reabilitação da estrada nacional 240, num troço de 33 quilómetros, que liga a cidade da Quibala à Vila do Mussende, na província do Cuanza Sul, está a orgulhar as autoridades administrativas da região, dado o impacto que pode propiciar nas trocas comerciais
e desenvolvimento.
Paralisadas em 2009, em consequência da primeira crise financeira que assolou o país, o arranque este ano da empreitada pela empresa construtora Queiroz Galvão, constitui um orgulho e esperança para dias melhores para o município do Mussende, que se via mais distante de outras localidades da província e não só.

Desenvolvimento garantido
O administrador do Mussende, José Eduardo, disse que o troço por concluir criava sérios embaraços para os automobilistas, ao mesmo tempo em que criava receios para os investidores.
“Com a retoma das obras no troço entre a localidade de Suambanda e a Vila do Mussende é para nós um alívio e o renascer de esperanças para dias melhores, uma vez que a degradação do troço dificultava as trocas comerciais”, disse.
José Eduardo considera que com a conclusão das obras, aprazadas para finais do corrente ano, o município poderá contar com investimentos privados, nos vários domínios, como premissa para a satisfação dos anseios das populações.
“O município tem grandes potencialidades agro-pecuárias e minerais, e para se tornarem em riqueza real tem de haver investimentos sérios, que passam por vias de acesso em condições”, frisou.