O músico angolano Anselmo Ralph é, sem dúvidas, um caso de sucesso inquestionável, que já é considerado, por muitos analistas da música nacional e internacional, e as nossas pesquisas atestam isso mesmo, como o maior fenómeno musical dos últimos 20 anos e retratado pela revista norte-americana Forbes, como o sétimo cantor mais rico de África.

No país, ele detém o maior número de visualizações nas redes sociais e consta da lista dos cantores que mais facturam no continente, quer em espectáculos, publicidades quer em venda de discos. Anselmo tem ainda contrato com a Coca-Cola e possui uma linha de perfumes com o seu nome.

Os seus rendimentos, de acordo com dados avançados pela revista Forbes, rondam os mil milhões de kwanzas /ano (mais de um milhão de dólares norte-americanos). As razões são várias, mas enumeramos apenas dez, que os leitores da nossa página de lazer acharam ser o mote de uma carreira coroada de sucesso:

1. O nome “Anselmo Ralph”: este influencia no sucesso de qualquer carreira artística. O nome é tudo, sobretudo no mundo da música moderna. Quer Anselmo, quer Ralph soa bem, é limpo, leve, agradável e simples de pronunciar;

2. A deficiência visual: há males que vêem para o bem. Quando um dia ele contou aos fãs o que realmente tinha, as pessoas amaram, notaram nele uma forte capacidade de partilhar os seus segredos pessoais; isso marcou as pessoas. Anselmo mostrou que gostava dele como é e tinha uma auto-estima fora do normal, algo que poucos cantores da praça têm;

3. Foco:
um foco é fundamental para uma carreira de sucesso. Ele escolheu um estilo diferente e que não se fazia em Angola, centrou-se simplesmente nele e apostou todo o seu saber nisso, enquanto uns querem cantar tudo e falar de tudo nas suas músicas, ao invês disso, escolheu o amor;

4. Humildade: sem humildade não se chega ao paraíso. Ele é super simples, pára para receber um fã, posa para fotos, sorri, responde às críticas de forma normal, não se exalta com facilidade e aprende com os seus fãs, isso faz-lhe toda a diferença. Falta humildade em muitos cantores angolanos;

5. Passado histórico: ele aprendeu muito com o passado, tentou mil vezes e não desistiu. Já cantou rap e outros estilos, já foi ignorado e aprendeu muito com isso. E mais importante, o seu pai era promotor de espectáculos, de certa forma, o inspirou bastante. É formado! O estudo é um elemento importante para o sucesso do cantor, quem não estuda está condenado ao fracasso;

6. Beleza: diga-se de passagem, ele tem. Para os artistas que querem estrear-se na música, é importante atender a este requisito. Atenção, beleza não é só física, é importante que se seja diferente, único, que não se imite outros e não construa a sua sob a imagem de outros. Anselmo criou a sua própria marca e estilo, isso faz a diferença;

7. Raridade: ele é raro, não se “espalha” por aí, não anda por aí, é reservado, discreto, recolhido e introvertido. Essa característica é fundamental num país como o nosso, onde muitas coisas caem no ridículo e desvalorizam-se com muita facilidade;

8. Família: ainda que não seja o que parece, ele valoriza a sua família, fala da família, orgulha-se dela, vê-se nas suas mensagens musicais e nas suas entrevistas, ele faz transparecer isso, alguns escondem as suas. As aparências enganam, mas até prova em contrário, ele é um exemplo neste sentido. Roupa suja fala-se em casa;

9. Amizades: é claro que muitas amizades dele foram construídas depois da fama, na base de muitos interesses, mas ele não se desfez das antigas e, mais importantes ainda, foram as que ele conseguiu antes que o ajudaram a subir na vida. Ele esteve sempre rodeado de pessoas certas, não é em vão que Camilo Travassos, antigo kudurista e seu colega de trajectória, é o seu agente;

10. Momento certo: é importante escolher sempre o momento certo para lançar um álbum e nisso ele sabe bem. Está constantemente a inovar. Lança quando o mercado tem saudades de o ouvir, quando já não há novidades na praça, quando já se ouviu tudo, aí ele aproveita e aparece. Isso chama-se estratégia de marketing musical.