A Nigéria garantiu o ‘passaporte’ para o Mundial2018 de futebol, tornando-se na primeira selecção africana qualificada, um feito quase repetido pela Tunísia, enquanto Cabo Verde comprometeu as aspirações ao perder com o Senegal.
A selecção lusófona não resistiu ao poderio de uma das actuais selecções africanas de topo, o Senegal, que foi à cidade da Praia, vencer por 2-0, numa partida em que só quebrou na parte final, com os golos de Diafra Sakho, aos 82 minutos, e de Cheikh N’Doye, aos 90+3, numa altura em que a equipa da casa procurava desesperadamente o empate.
Esta derrota não compromete, para já, as aspirações de apuramento de Cabo Verde no Grupo D, mas vai ter um jogo determinante já no próximo dia 06 de Novembro, no Burkina Faso, selecção orientada pelo treinador português Paulo Duarte, que também ambiciona o apuramento para a Rússia, e que também sofreu uma derrota na África do Sul.
No Grupo B, a vitória da Nigéria na recepção à Zâmbia, garantiu a presença na fase final do Mundial, graças a um golo do médio do Arsenal Alex Iwobi, a vinte minutos do final da partida, enquanto os Camarões venceram a Argélia, que, já eliminada, alinhou sem algumas das suas principais ‘estrelas’ como Brahimi, Mharez e Slimani.
O Egipto também fez história ao vencer o Congo por 2-1. A selecção comandada por Héctor Cúper garantiu um lugar no Mundial da Rússia, em 2018. Será a primeira participação em 28 anos, a terceira em toda a sua história. Estiveram ambas as vezes na Itália, primeiro em 1934; depois em 1990.
Mohamed Salah, avançado do Liverpool, foi o grande herói do Egipto, ao apontar os dois golos da sua equipa: abriu o activo aos 63’, viu o Congo empatar aos 87’, mas recolocou os faraós novamente na frente através da marcação de um penáltie, ao quinto minuto de compensação da etapa final.
As super águias tornaram-se na primeira selecção africana a garantir a presença no Mundial’2018, graças ao golo solitário de Iwobi, aos 70 minutos, assegurando o primeiro lugar do agrupamento, com 13 pontos, contra sete dos zambianos, a uma jornada do fim.
Entretanto, os nigerianos, que têm como melhor resultado o nono lugar no Mundial’1994, vão disputar pela sexta vez a fase final de um Mundial, a terceira consecutiva, tornando-se na 11.ª selecção a juntar-se à anfitriã Rússia.
O Mundial’2018 realiza-se na Rússia, de 14 de Junho a 15 de Julho de 2018.