Um sumo de frutas cai sempre bem em qualquer hora do dia. E essa delícia líquida colorida não é só agradável ao paladar como também ajuda na digestão. Dependendo da receita, o sumo pode fazer bem ao coração, para o sistema imunológico e até para a pele e o cabelo, além de fazer parte de várias dietas de sucesso diário.

A sensação de azia, dores, náuseas e vómitos são alguns dos principais sintomas da gastrite, caracterizada pela inflamação da mucosa do estômago, geralmente desencadeada pelo estresse, hábitos alimentares errados, como comer fora de hora e ainda pela presença da bactéria “helicobacter pylori” que, se não tratada, pode provocar cancro gástrico.

A doença é muito conhecida, mas talvez você não saiba que existem alimentos e hábitos que ajudam a amenizar ou a piorar os seus sintomas. Por exemplo, a ingestão de certos alimentos piora os sintomas de quem sofre com a gastrite e, por isso, adoptar uma dieta específica ou trocar alguns alimentos por outros, ajuda a aliviar os sintomas, além de aumentar e melhorar a qualidade de vida.
Segundo a gastropediatra Cylmara Gargalak Azis, os hábitos alimentares que ajudam na gastrite são chás claros de erva-doce, cidreira, camomila, iogurte, queijo branco, pães simples, torradas, biscoitos feitos com pouca gordura, bolachas de leite, maizena, carnes magras, aves sem pele, peixes, ovos cozidos e verduras cozidas, além de legumes cozidos como chuchu, abóbora, cenoura, mandioca, batata, frutas, excepto as ácidas.

Alimentos para evitar
Evite o uso abusivo de certos alimentos, sobretudo os que aumentam a acidez estomacal, como leite, chá preto e o café, refrigerantes e sumos, chocolate, cítricos, alguns condimentos como vinagre, pimento, tomate e molho de tomate.

Hábitos prejudiciais
Para uma dieta saudável, deve evitar deitar-se pelo menos uma hora após as principais refeições, porque isso diminui o refluxo de alimentos do estômago para o esôfago e o aparecimento de esofagite. Evite também o estresse e o nervosismo, bem como passar muitas horas sem comer. Se estiver difícil comer, tome apenas um chá morno, como o de camomila ou erva-cidreira e biscoito de água e sal ou maizena; são bons para aliviar os efeitos negativos do organismo.

Invista em comidas leves, preparadas sem muito óleo e temperos, como puré de batata, macarrão, cabelinhas e frango grelhado, adicionando outros pratos aos poucos, para não irritar o estômago. De manhã, ainda que em jejum, bata no liquidificador uma folha de couve e, num copo de água gelada, faça sumo com o resultado desta mistura.