Nesta 10ª edição da JoburgArtFair, a MOV’ART estará entre as 27 galerias internacionais seleccionadas, provenientes de 12 países de África, Europa e Estados Unidos da América (EUA).
“É uma oportunidade única e a MOV’ART quer cada vez mais, integrar os artistas angolanos no mercado internacional, participando em eventos como o estes, para cumprir a nossa missão de levar ainda mais longe a arte nacional”, destaca Janire Bilbao, directora da companhia.
A galeria vai exibir, no stand da FNB JoburgArtFair 2017, cerca de seis peças que exploram a representação da figura humana, nomeadamente uma nova série de fotografias da artista Keyezuadenominada “Fortia” que significa força em latim e um projecto de arte que manuseia material reciclado e retrata a deficiência física deforma digna.
Nesta actividade, a MOV’ART leva também o artista Thó Simões, que mostra na exposição duas telas que retratam os pastores Himba, nómadas provenientes do sul de Angola.
Além dos artistas Angolanos, a MOV’ART leva ainda duas fotografias das séries “Faith” e “TheProfitCorner” do premiado artista moçambicano Mário Macilau.
Focada no movimento artístico nacional além-fronteiras, Janire Bilbao relembra a recente participação na Art Fair em Nova Iorque, onde exibiu as obras do artista Ihosvanny com curadoria de KiluanjiKiaHenda. “Fomos a primeira galeria angolana a participar neste evento internacional e durante três dias, fomos muito solicitados. Artistas, galeristas, coleccionadores, visitantes e museus queriam saber tudo sobre a arte angolana e os artistas nacionais”.