Uma equipa de produção da Fundação Zumbi dos Palmares esteve, recentemente em Angola a recolher imagens e depoimentos sobre a história de Angola, em geral, e particularmente do tráfico de escravos, para a produção da mini-série “Kilombo dos Palmares-Coração brasileiro, alma africana”.
Durante oito dias, a equipa esteve no município da Marimba, em Malanje, aonde recolheu imagens dos locais históricos e depoimentos das autoridades tradicionais, com o intuito de enriquecer o acervo.
Na capital angolana, a equipa passou pelos museus de História Militar e da Escravatura com o mesmo objectivo.
O director de produção da mini-série, Luiz Arnaldo Campos, que falou esta semana à Angop e à Rádio Nacional de Angola depois de uma audiência concedida pela ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, afirmou que, o produto que será exibido em Abril de 2018, traça um retrato da história brasileira, da luta de afirmação dos negros e do processo do tráfico negreiro trans-atlântico.
O responsável afirmou ainda que a vinda a Angola visou essencialmente a busca das raízes da história angolana, concretamente a ligada
ao processo da escravatura.
Durante a audiência, a ministra da Cultura valorizou a produção por se tratar de um projecto que leva a imagem de Angola ao exterior e que se enquadra no programa de internacionalização da cultura angolana.
De acordo com Carolina Cerqueira, as pesquisas e trabalhos de investigação promovidos pelos brasileiros é uma mais-valia e os resultados obtidos poderão, futuramente, ser cruzados com os obtidos pelos pesquisadores angolanos no âmbito do processo do Corredor do Kwanza.
Depois da sua estreia no Brasil, a produção tem igualmente em “mira” o mercado angolano, antes de ser exibido em outras partes do continente
africano e no mundo.