Esperança Caxita (tricampeã africana) e David Silva (bicampeão africano) iniciaram esta semana, em Luanda, a segunda fase dos trabalhos visando o campeonato do mundo de xadrez em juniores, a disputar de 12 a 26 de Novembro, em Travísio (Itália). Sob orientação do treinador Francisco Andrade, aos representantes africanos serão administrados conhecimentos tácticos sobre o jogo ciência, na sede da Federação Angolana de Xadrez (FAX).
A preparação dos representantes de África no evento mundial iniciou em Setembro com participação em vários torneios. Esperança Caxita no país e David Silva em Portugal.
A participação no mundial em Itália serve de antecâmara para as respectivas presenças no campeonato africano de júnior, a disputar-se de 22 a 31 de Dezembro, no Togo.
Esperança Caxita sagrou-se pela primeira vez campeã africana em 2013 e depois em 2014. Falhou o troféu em 2015 e em 2016
voltou a protagonizar o feito.
Já David Silva, depois de tê-lo feito na edição de 2014 que Angola albergou, falhou em 2015 e sagrou-se bicampeão continental júnior em Vitória, Ilhas Seychelles, em 2016.