O processo judicial da família do cantor Michael Jackson contra a HBO deu mais um passo na última semana. Os herdeiros do astro da Pop acusam a emissora por difamação no documentário Michael Jackson: Leaving Neverland.
O filme, que traz depoimentos de dois homens – James Safechuck e Wade Robson – com acusações de abuso sexual pelo cantor quando ainda eram crianças, foi criticado pelos representantes de Micheal Jackson por trazer apenas um lado da história que, segundo eles, já teria sido desmentida.
A família sustenta que os dois entrevistados estariam apenas interessados no dinheiro pago pela produtora para contar a sua versão. O caso tramita na justiça norte-americana desde antes mesmo de Neverland ser lançado pela HBO, e, em Maio, o juiz federal George Wu já havia sinalizado o favorecimento da acusação. Caso o julgamento decida a favor da acusação, a família pode receber cerca de usd 100
milhões de indemnização.