O humorista angolano Kotingo apontou, no Lubango, a necessidade de se construir mais salas de espectáculo no país, como forma de promover a difusão e desenvolvimento das artes. Ao falar à Angop no quadro de uma jornada que desenvolveu no fim-de-semana no pavilhão da Nossa Senhora do Monte, o artista lamentou a carência de infra-estruturas capazes de atender a difusão da arte, quer no domínio de humor, exibição de artes cénicas, música, entre outras artes.
Segundo ele, a arte nos mais variados domínios contribui significativamente para a aceleração da diversificação da economia nacional. “Hoje os artistas apresentam as suas obras em salas improvisadas, daí que os governos provinciais devem criar um orçamento para este fim, só assim a arte vai se desenvolver e concomitantemente assegurar contribuições para o OGE”, disse.