Em declarações recentes, em Ndalatando, à Angop, o porta-voz do grupo, Gildo da Graça dos Santos Kiabita, informou que, a peça, inspirada no cotidiano, é uma sátira à realidade actual da sociedade e tem por objectivo contribuir para o resgate dos valores culturais das populações local.