A Companhia de Dança Contemporânea de Angola (CDCA) está a promover, até ao dia 31 deste mês, uma digressão na Holanda e Portugal. A digressão do teve início em Amsterdão, no Afro-Vibes Art Festival, dia 5, com a peça “O monstro está em cena”, produção de Ana Clara Guerra Marques e Nuno Guimarães.
O calendário prevê participação na quinzena internacional de dança em Almada (Portugal). Até ao final de Outubro, a CDCAngola apresentará espectáculos em Faro (dias 11 e 12), Montemor-o-Novo (dia 16), Ponte de Lima (dia 25) e Coimbra (dia 31).
Nos dias 22 e 23 de Outubro fará uma apresentação especial no Porto, com a peça “Mysterium Coniunctionis”, de Joana Von Mayer Trindade e Hugo Cristóvão.
De acordo com o programa à Angop teve, esta semana, acesso, dá conta que o documentário “Outros rituais mais ou menos”, terá apresentação de Jorge António, na cinemateca portuguesa, em Lisboa.
Já o lançamento do livro “Máscaras Cokwe: A linguagem coreográfica de Mwana Phwo e Cihongo”, de Ana Clara Guerra Marques, acontece a 28, na Universidade de Coimbra. A CDCAngola foi fundada em 1991. É membro do Conselho Internacional da Dança da UNESCO.
Tem um historial de centenas de espectáculos apresentados em Angola e no exterior, com cerca dezenas de obras originais, sendo uma das referências da dança cénica angolana no mundo.