A cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire, vai acolher em Julho de 2019 o primeiro certame multicultural FestiCongo, reunindo os países que integravam o antigo Reino do Congo, entre eles Angola, foi ontem anunciado.
Segundo a ministra da Cultura angolana, Carolina Cerqueira, que falava aos jornalistas no final da 2.ª Reunião da Comissão Multissectorial para Salvaguarda do Património Cultural Mundial, além de Angola, o festival vai contar com participação de delegações do Gabão, República do Congo e República Democrática do Congo, a que se juntarão também os Camarões, Chade e Guiné Equatorial.
A ministra salientou ainda que o festival vai constituir “uma grande manifestação artística” com exposições e outros eventos, precisamente numa altura em que se celebrará o segundo aniversário da elevação de Mbanza Kongo a Património Mundial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).
As autoridades de Luanda tencionam também tornar a cidade de Mbanza Kongo uma das principais mostras da cultura africana e internacional no âmbito da Bienal da Paz, que se realizará em Angola, também em 2019.