A modelo angolana esteve no Brasil especialmente para o evento da Vogue, uma das marcas de grifes mais conceituadas do mundo. A modelo participou do Baile da marca no país do Samba e esteve hospedada em São Paulo para a sua estreia no evento que aconteceu no último fim-de-semana. “Saí de Nova Iorque e voei para o Brasil especialmente para esta festa. Me sinto muito confortável aqui! Já sou de casa!”, diz.
A top que é querida de marcas de peso como Givenchy desde o início da carreira e ficou mundialmente conhecida ao desfilar, em 2015, com os fios crespos naturais no desfile da Victoria’s Secret, fez a prova do look que usou na grande noite. “Foi um Atelier Le Lis bem dramático! Estava muito ansiosa para aquela noite tão glamorosa e especial”, adianta.
A top, que se considera brasileira “de coração” devido as raízes entre Brasil e Angola, é fã confessa de boa parte do line-up musical. “Já conheço e admiro muito o trabalho da Ludmilla e do Jorge Ben Jor. Fiquei muito animada para conhecê-los pessoalmente. Foi uma noite inesquecível”, contou a modelo a Revista Vogue Brasil. Maria Borges tornou-se não apenas a modelo angolana mais internacional, mas também uma grandes referências da moda mundial da actualidade, com passagens para várias passareles nos quatro cantos do mundo. -