A NASA afirma que pretende seguir em frente com o plano de privatizar a Estação Espacial Internacional (International Space Station/ISS). A informação foi avançadapelo actual administrador da agência norte-americana, Jim Bridenstine, em entrevista ao The Washington Post. Segundo ele, a proposta é que a operação seja assumida em forma de consórcio. Para que isso aconteça, o representante garante já ter conversado com companhias interessadas em investir no projecto dentro dessa realidade. Porém, os nomes dessas corporações não foram citados. A possibilidade surgiu no início deste ano, quando a Casa Branca anunciou que poderia interromper o financiamento directo para a ISS até 2025. Entretanto, o argumento para que isso possa acontecer é de que hoje, a estação custa entre 3 e 4 mil milhões de dólares por ano.Esse valor poderia ser então, usado para missões específicas da Nasa.