As cinco tendências mais importantes para 2020 e os gadgets que não pode perder.
1. Smartphones dobráveis - Começaram a ser falados ainda em 2019 — O Samsung Galaxy Fold chegou no final do ano, mas em quantidades muito reduzidas — e parece que 2020 ficará marcado pelos primeiros telemóveis dobráveis no mercado. Trata-se de um sonho antigo, conseguir apresentar um ecrã gigante num telemóvel de tamanho “normal”, que caiba no bolso, por isso espera-se que muitas mais marcas se juntem no segmento;
2. As novas consolas - Já passaram quase sete anos desde que a Sony e a Microsoft apresentaram a PS4 e a Xbox 0ne. E sete anos é uma eternidade em tecnologia. 2020 será, portanto, o ano que ambas as consolas serão rendidas. Por enquanto ignoramos qual a aparência da PS5, mas sabe-se que terá uma drive Blu-ray de 4K e suporte para vídeo em 8K, neste caso tal e qual como a X Box Series X (será esse o nome), que deverá ainda apresentar um processador quatro vezes mais rápido do que a atual geração;
3. Tecnologia 5G - essa promete todo um novo mundo de novas possibilidades, graças a velocidades de transferência em rede móvel nunca vistas. Os automóveis autónomos ou conectados são apenas dois dos exemplos mais falados da Internet das Coisas, e com o 5G toda a nossa vida estará conectada…mais cedo ou mais tarde. Esse cenário vai começar a mudar em 2020, assim o prevê a União Europeia;
4. Google em português - Lá fora, os assistentes pessoais e as colunas inteligentes foram a grande sensação de 2019. Nem tanto em Portugal, porque nenhum dos dois assistentes mais conhecidos — Google e Alexa — suportam a língua de Camões. No final deste ano lá chegou a notícia de que o Google já interagia em português, mas apenas no smartphone, e continuava a não existir suporte para os produtos Home;
5. Wearables - Relógios e pulseiras, mas também óculos, anéis ou até casacos. Em 2020 vão surgir cada vez mais gadgets para usar — e os que existem vão ficando cada vez mais baratos, como é o caso do smartwatch da Apple. Mas uma das categorias com maior crescimento serão os auscultadores totalmente wireless, com Apple e Samsung a liderarem uma matilha de outras gigantes, como a Amazon, Google, Microsoft ou Huawei, para além das marcas especialistas, como a Sennheiser ou a Bose, embora estas no segmento mais elevado.