Eram os loucos anos 20. Calvin Coolidge estava na Casa Branca, os New York Yankees eram os campeões de beisebol e Mickey Mouse fez a sua estreia nas telas.
Hoje, Mickey Mouse, a criação do ilustrador Walt Disney, o roedor que se tornaria a marca de um império global de entretenimento, completou 90 anos.
O icónico roedor, cuja silhueta consiste simplesmente de um grande círculo e dois círculos menores que servem como orelhas, lançou a sua carreira com “O Vapor de Willie” no Colony, em Nova Iorque,
em 18 de novembro de 1928.
No desenho em preto e branco de oito minutos, Mickey pilota um barco a vapor e diverte a passageira Minnie Mouse ao tornar os animais a bordo
instrumentos musicais.
Mickey Mouse, chamado pela Walt Disney de seu embaixador global, também estrelou o filme animado “Fantasia”, aclamado pela crítica, de 1942.
Ele lançaria a série de TV “O Clube do Mickey” nos anos 50.
Para marcar o aniversário, a Disney abriu uma exposição em Manhattan com arte original, cenários para fotos e, claro, produtos comemorativos. A exibição vai até 10 de fevereiro.
Afinal, chegar aos 90 anos é um marco para qualquer um, mas especialmente para um rato, que a empresa de controlo de pragas Teminix estima ter uma vida normal de
não mais de três anos.