O Porsche Cayenne entrou para o Guiness, o livro dos recordes, ao protagonizar um feito inusitado: rebocar um Airbus A380, o maior avião comercial do mundo, com 285 toneladas. Antes dele, o recordista era o Nissan Patrol, que havia rebocado o cargueiro Ilyushin Il-76, que pesa “apenas” 115 toneladas.
A Porsche estabeleceu o novo recorde com o Cayenne S Diesel, que é equipado com um motor V8 4.2 biturbo de 385 cv de potência e 86,6 kgfm de torque. O veículo retirou uma aeronave da companhia Air France de um hangar do aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, rebocando-a por 42 metros. A cena foi presenciada
por uma auditoria.
Não satisfeita, a marca alemã ainda repetiu a façanha com uma versão Turbo S, do Cayenne, dotada de um propulsor V8 4.8 biturbo a gasolina de 570 cv e 81,6 kgfm. As duas unidades tinham
tração nas quatro rodas.
De acordo com a Porsche e com os auditores, ambos os veículos eram originais, sem quaisquer modificações feitas para estabelecer o novo recorde. A única modificação foi feita no braço de acoplamento do avião, feito para se encaixar no engate do Cayenne. O único detalhe é que o Airbus estava vazio: quando carregado, seu peso pode
chegar a 575 toneladas.