A recolha de tradições orais, a recuperação e o apetrechamento da antiga Casa Museu com peças museológicas, a preservação e valorização do uso das línguas nacionais foram esta semana, apontadas pelo director provincial da Cultura no Uíge como acções em curso para a preservação da cultura local.
José Caricoco Cussiquina revelou o facto durante o acto de abertura da primeira conferência provincial da cultura, que decorreu recentemente, naquela província, no quadro das comemorações dos 100 anos da fundação da cidade do Uíge.
“Temos uma casa aqui, que por força da guerra tinha sido destruída, mas o governo provincial tem feito o possível para a recuperação das peças, para que estas sirvam de um depositário da cultura da região”, referiu.
Segundo o responsável, consta igualmente o levantamento de dados estatísticos da realidade cultural de cada município e a divulgação da legislação cultural aprovada, e em vigor na República de Angola.
José Caricoco Cussiquina salientou que a primeira conferência provincial de cultura promove uma reflexão sobre aspectos ligados ao sector e ajuda a encontrar as vias para a preservação e valorização das ricas tradições da região e a incentivar a sociedade para a conservação dos valores culturais e patrimoniais.
Indicou a existência de um programa, que inclui a inventariação de monumentos e sítios, locais históricos, figuras históricas e a realização de diversas tarefas nos estabelecimentos de ensino de forma a incentivar a juventude a interessar-se pelo uso das línguas nacionais.
O encontro, que decorre sob o lema “Uíge suas origens, usos e costumes dos seus habitantes”.