Com 912 pontos, o União Recreativo Kilamba revalidou o título de campeão do Carnaval de Luanda, batendo o União Mundo da Ilha e União Njinga Mbande. Durante a sua passagem pela pista da Nova Marginal, o colectivo apresentou um retrato do processo da escravatura do país, ilucidando o público os ganhos obtidos com o alcance da independência nacional.
O segundo lugar ficou com o recordista de títulos do Carnaval de Luanda, com 13 conquistas, o União Mundo da Ilha. O União Njinga Mbande, do município de Viana ocupou o terceiro lugar.
A grelha dos prémios fechou com o União Kiela, e o União 10 de Dezembro, respectivamente.
Desceram para a classe B os grupos União Sagrada Esperança, Twabixila, Povo da Samba, Etu Mudietu, Twafundumuka,Giza Nova Geração do Mar, Geração Sagrada, Jovens do Mukuaxi e Juventude do Capalanga. O prémio da canção nesta categoria ficou tambem, em posse do União Recreativo Kilamba, com o título “Angola e os seus ancestrais”, numa interpretação na língua Quimbundo, feita pelo músico Dom Caetano.