A revista Austral, publicação de bordo das Linhas Aéreas de Angola (TAAG), assinalou o seu vigésimo aniversário esta semana (3), cujas comemorações decorreram na sala verde do espaço Chá de Kaxinde, em Luanda, e a cerimónia serviu para fazer o balanço e apresentar as perspectivas para 2014.

Segundo informações avançadas pela companhia de bandeira, esta atingiu nos últimos anos um conjunto de sucessos notáveis, que também permitem à revista celebrar os seus 20 anos confiante de que continuará a desempenhar um papel chave na comunicação com os clientes e que deve orgulhar todos os angolanos.

Durante duas décadas e 100 edições, tendo servido de 300 mil leitores em cada edição, esta serviu ao longo deste percurso de canal de comunicação privilegiado da empresa com os passageiros e continuará, conforme garantiram, a sê-lo. “Cumprir a sua vocação de levar Angola e os angolanos ao mundo será sempre o nosso lema”, garantiram.

Tajectória de sucesso
Por sua vez, a directora da revista, Agnela Barros, explicou que ao longo dos anos de existência a Austral conseguiu mostrar ao mundo os progressos de Angola nos distintos domínios e influenciar muitos estrangeiros a visitarem a Angola e, quiçá investirem no país, com matérias que vão desde o fórum cultural ao económico, onde é possivel visualizar os sectores para investimento. “ Estes 20 anos representam uma trajectória árdua e positiva, com grandes êxitos alcançados; prova disto está a conquista de mais um reconhecimento internacional da sua qualidade”, referiu.

Prémio Sky Trax
Por sua vez, Helena Costa informou, na ocasião, que a Austral foi classificada pela maior auditora angolanosde companhias aéreas do mundo Sky Trax, como estando no grupo das melhores revistas de bordo a nível mundial e a primeira em África, ao lado da sua congénere sul-africana, e a única com esta classificação entre os países de língua portuguesa.

Por ocasião das celebrações dos 20 anos da revista, foi lançado também um livro intitulado Austral 20 anos, que retrata a trajectória da referida publicação, de 138 páginas com assuntos variados e uma capa que privilegia imagens sobre o turismo e aspectos culturais do país, desde a música e a dança ao teatro, entre outros.

Percurso histórico
A revista nasce em 1992, dedicada a temas sobre Angola, as suas gentes e cultura. Em 1996 , a linha editorial abre-se para o exterior do país, publicando matérias sobre as cidades e países escalados pela Taag. Já em 1998, o turismo angolano surge como objectivo central de matéria da Austral. Por sua vez, em 2013 a revista é distinguida com quatro (4) estrelas Sky Trax, a segunda melhor classificação no total de revistas avaliadas com mais de 37 publicações a nível do mundo.