Com um passado marcado por guerras e personagens fortes, visitar a Rússia , é como conhecer um pouco mais sobre o passado. Cada lugar conta uma história diferente e os grandes monumentos enchem os olhos dos turistas. Em época de campeonato, a maior preocupação é com os alojamentos que registam promoções em alguns casos e subida de preços em outros. Para o viajante comum, é possível encontrar alojamentos com custos a partir dos 13 dólares a diária nas cidades de Cazan, Moscovo e São Petersburgo, também consideradas as de maiores atracções turísticas.

Moscovo
A capital da Rússia oferece destinos como a Praça Vermelha, que inclui a Catedral de São Basílio, o Mausoléu de Lênin e o Kremlin. O teatro Bolshoi é ponto de visita obrigatório, com as suas mil histórias para contar. Se conseguir um ingresso para assistir a um espectáculo, provavelmente vivenciará uma das experiências mais fantásticas da sua vida.

São Petersburgo
Uma atracção imperdível é passear pela super e movimentada Nevsky Prospekt, a principal avenida da cidade. O Palácio de Inverno, a residência dos czares russos até o início do comunismo, o Museu Hermitage e a Igreja do Sangue Derramado, fazem as delícias de quem por lá se desloca. São Petersburgo oferece igualmente os incomuns passeios por telhados com localização privilegiada no centro histórico da cidade. Os visitantes podem observar as principais atracções , como o pináculo dourado da Catedral de São Pedro e São Paulo, as cúpulas da Catedral do Sangue Derramado e os minaretes da grande Mesquita de São Petersburgo. Com a ajuda de um binóculo, pequenos detalhes tornam-se visíveis – incluindo áreas residenciais perto da recém-construída Zenit Arena.

Kaliningrado
Kaliningrado é o território mais ocidental da Federação Russa, totalmente separado por fronteiras terrestres e águas marítimas internacionais. Com um raro exemplo da maior Fortaleza da Europa e seus exuberantes Portões de acesso, não é preciso muita imaginação para atravessar as pontes do tempo e descobrir os encantos de uma das regiões menos exploradas pelo turismo do Leste europeu. A gigantesca Estação de comboio Hauptbanhof, construída com piso original de mármore e imensos lustres folheados a ouro, é um dos pontos de interesse. Deixando a Ilha de Kant pela Honey Bridgew, assiste-se uma cena, no mínimo, dantesca: são os milhares de cadeados pendurados ao longo das grades de ferro da ponte. É um costume dos noivos, no dia do casamento, trancarem um cadeado na ponte como símbolo da união duradoura.