Com uma nova tecnologia de tela para melhorar o contraste das imagens, a Samsung anunciou esta semana a The Wall, uma TV modular que tem 146 polegadas. O seu display usa o novo MicroLED. Em TVs LED tradicionais, uma painel ilumina os pixels que formam as imagens que se vê. Isso pode prejudicar a fidelidade de cores, bem como o contraste das cenas. Imagine que tudo esteja preto na tela. Mesmo assim, haverá uma
luz de fundo iluminando-a.
No caso da MicroLED, isso não acontece. Os pixels têm luzes próprias e se apagam quando é preciso reproduzir uma cena completa ou parte dela totalmente que seja preta. Com isso, a sensação de preto profundo e puro é muito forte, o contraste é muito impressionante.
Vale notar que a proposta da nova tecnologia da marca é a mesma da LG e da Sony com o Oled, que também tem controle de iluminação por pixel e não usa painel de retroiluminação. Campos também ressaltou que a The Wall é um aparelho que pode ser ampliado ou montado da forma
que o consumidor desejar.
“O consumidor não precisa de uma tela tão grande em casa, mas, como ele é o primeiro televisor modular do mundo, se ele mudar de casa ou de ambiente, ele consegue montá-la de acordo com o espaço que ele tem. Para isso, é preciso comprar módulos para mexer sensivelmente o tamanho das polegadas da TV”, declarou o porta-voz da Samsung.
Por enquanto, não há previsão de lançamento da The Wall, nem preço oficial para nenhum mercado.
A Samsung anunciou a sua primeira TV 8k com tecnologia QLED, lançada no ano passado. O novo aparelho será vendido na Coreia do Sul e nos Estados Unidos a partir do segundo semestre deste ano, mas ainda não há preço definido para o produto. Para a CES 2018, a LG anunciou uma TV com resolução 8K, que também não tem preço.