Silvio Nascimento, começou por dizer que é o primeiro papel de vilão que faz numa cadeia televisiva Internacional, mas que teve outros em teatro e na serie Stop SIDA. Satisfeito com o seu percurso, o actor contou que o personagem Augusto é um desafio por estar a trabalhar com pessoas renomadas e muito profissional, algo que tem sido gratificante para si e assim poder honrar o seu país.
“Trabalhar como vilão não é novo para mim, mas fazer o personagem do Augusto é um grande desafio porque estou a trabalhar com grandes profissionais, pessoas muito renomadas a nível da dramaturgia como a minha parceira de cena a Laura (Ana Padrão) e os meus colegas todos. Eles são muito bons naquilo que fazem e eu ter a grande oportunidade de trabalhar com eles é muito bom, sinto-me gratificante e a honrar o meu país”, disse o actor .

Sobre o personagem

Augusto é um homem natural de São Tomé, que cresceu com poucas condições financeiras e depois de a mãe o abandonar, foi viver com a segunda família do pai, onde era maltratado pelo pai e pela madrasta, que o mantinham quase fechado em casa.
Para tentar fugir à pobreza, Augusto (Silvio) entrou para o exército, altura em que conhece Telmo e os dois ficam amigos. Depois de sair do exército, foi fazendo todo o tipo de trabalhos para ganhar dinheiro. É um homem violento, nunca conseguiu ter uma vida estável com mulher nenhuma e tem tendência a ser possessivo e a tratar as mulheres com agressividade. Uma autoria de Inês Gomes, “Amor Maior” é exibida de segunda a sábado, as 21h30 no canal Sic Internacional.