A União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA) abriu, recentemente, em todos os países de expressão portuguesa e não só, as inscrições para 2ª edição do prémio literário UCCLA - Novos talentos, novas obras em língua portuguesa, no âmbito da parceria com a “editora A Bela e o Monstro” e o movimento 2014, e que conta com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa.
Este prémio tem como objectivo estimular a produção literária de escritores que não tenham ainda obra publicada, nos domínios da prosa de ficção (romance, novela e conto) e da poesia, em língua portuguesa. O prazo de entrega das candidaturas desta segunda edição vai até ao dia 21 de Março deste ano, Dia Mundial da Poesia.
O sucesso da primeira edição foi surpreendente ao transformar-se num dos mais amplos prémios a nível de candidaturas, de todo o espaço da lusofonia, que atingiu 900 obras e pela sua abrangência geográfica que foi além dos países de língua portuguesa, com candidaturas vindas
de Espanha, Itália e Canadá.
O vencedor do prémio literário UCCLA será anunciado no dia 5 de Maio, Dia da Língua Portuguesa e a sua obra será objecto de edição e publicação pelas entidades promotoras. Além da obra premiada, o júri pode conceder duas menções honrosas, se se justificar e as mesmas serão
objecto de edição e publicação.
A constituição do júri será formada por elementos de vários países: António Carlos Secchin (Brasil), Germano de Almeida (Cabo Verde), Inocência Mata (São Tomé e Príncipe), Isabel Alçada (Portugal), José Luís Mendonça (Angola), José Pires Laranjeira (Portugal), João Lourenço, (director, em representação da Biblioteca Nacional de Angola (Luanda), João Pinto de Sousa (editor da Bela e o Monstro), Rui Lourido (Coordenador Cultural, em representação da UCCLA).