Esta semana, a Wi-Fi Alliance, órgão responsável pela implementação do padrão Wi-Fi, lançou a sua nova versão, mais rápida, segura e estável: o Wi-Fi 6. O lançamento também inicia o programa de certificação, para que as empresas de tecnologia possam se adequar à tecnologia formalmente. Se depender das fabricantes de equipamentos portáteis, o novo padrão será adoptado rapidamente.
Por exemplo, os novos aparelhos da Apple, nomeadamente os iPhone 11, 11 Pro e 11 Pro Max, já têm suporte para a nova rede sem fio. A Apple, aliás, não tem certificado os seus aparelhos há anos, mas isso não significa que a tecnologia funcione com falhas nos seus aparelhos. Trata-se apenas de questões burocráticas.
Uma das maiores preocupações na implementação de novas tecnologias tem sido a segurança. Foi assim com o Android 10, por exemplo, e o Wi-Fi 6 não fica de fora. Além das melhorias na área da segurança, a velocidade de transferência de dados subiu de 3,5 para 9,6 Gbps. Contudo, mais importante que o pico de velocidade, é o facto de o novo padrão suportar mais dispositivos conectados ao