Os accionistas do Banco de Poupança e Crédito (BPC) aprovaram ontem, em Luanda, a destituição e eleição de novos órgãos sociais do banco, mediante uma deliberação unânime por escrito.
O novo Conselho de Administração do BPC passa a ser presidido por António André Lopes e é ainda integrado pelos administradores executivos Victor Manuel de Faria Cardoso, Marília de Fátima Trindade Viana Poças, Cláudio Pinheiro Pinto Macedo e Emanuel Inocêncio Pitra Leopoldo.
Segundo o comunicado a que o JE teve acesso, o Conselho Fiscal passa ser constituído por Silvio Edilson Tomás Custódio (presidente), Raul José Adão da Silva e Alexandre Pedro Manuel (ambos vogais).
Precedida da eleição dos novos órgãos sociais, os accionistas do BPC procederam uma alteração à estrutura de governança corporativa do banco, passando o seu Conselho de Administração a ser constituído, à data, apenas por cinco Administradores Executivos, incluindo o seu presidente do Conselho de Administração.
Acto contínuo, os accionistas decidiram que os novos membros dos órgãos sociais iniciem imediatamente funções e agradeceram o empenho e dedicação dos membros cessantes.
Para a Mesa da Assembleia Geral do banco, foram indicados para a sua direcção Ismael Gaspar Martins, que a preside, Pedro Filipe, vice-presidente e Daniel Mateus Fio, indigitado para secretário do órgão.
O BPC é um banco comercial 100% de capitais públicos, em que 75% do Capital Social pertence ao Estado Angolano, 15% ao Instituto da Segurança Social (INSS) e 10% à Caixa da Segurança Social das Forças Armadas.