Na terça-feira, o barril de brent encerrou o dia de negociações nos 54,15 dólares, após ter se inciado nos 53,60. Na sessão anterior, isso na segunda, o preço do barril ainda havia subido para os 53,87 dólares, mas os receios que persistem sobre eventuais acordos ou não fizeram descer logo o valor das encomendas.
Nas semanas anteriores a essa, o barril de brent chegou mesmo a atingir um mínimo de 44 dólares, na sequência de informações do elevado aumento dos “stock” norte-americano.
O cenário de negociações, cuja expectativa está em torno do que vai acontecer no pós-reunião Opep, centra-se na continuidade dos preços na fasquia dos 50 dólares.
A intenção, para este ano, dos produtores é de que o custo das encomendas possa ser referenciado na casa de 60 dólares. IL