A Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA) captou, ao longo dos primeiros 15 dias de Julho, um total de 32 mil milhões de kwanzas com a colocação de títulos do Estado em diferentes sessões de leilão público.
De acordo com os indicadores “Dashboard” da Bodiva, publicado na sua página de internet, os títulos mais negociados foram os de 20 e 24 anos. No que diz respeito às maturidades, as mais negociadas foram as de 2018, 2020, 2023, 2021 e 2022, respectivamente.
Foram ao todo 10 bancos os operadores participantes das negociações, ficando o Banco de Fomento Angola (BFA) com a maior fatia, seguindo-se-lhe o Standard Bank, BAI e BIC.
O preço médio aplicado por Bilhetes do Tesouro foram de 924,43, enquanto que as Obrigações do Tesouro posicionaram-se nos 103,72 kwanzas.
Os dados do mês de Junho avançam um preço médio de 916,04 nos BT e 103,39 para as OTXC. As OTNR fixaram-se nos 61,83 kwanzas.
O total negociado é de 82,5 mil milhões de kwanzas. O BFA foi também em Junho quem mais Títulos negoceou entre os 11 bancos participantes.
Note que o mês de Maio com 63 mil milhões de kwanzas em negociações ficou também abaixo dos 68 mil milhões de Abril e 64 de Março.
Recentemente, o Ministério das Finanças lançou um portal do investidor, que vai permitir que pessoas singulares, titulares de contas, comprem papéis do Estado para rentabilizar as suas finanças.