Os negócios realizados no mercado secundário de títulos de dívida pública, somaram nos sete primeiros meses do ano, 151,9 mil milhões de kwanzas, dos quais 89,6 mil milhões na plataforma de negociação multilateral e 62,3 mil milhões em ambiente de negócios bilaterais.
De acordo com dados disponibilizados no site da Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA), em Julho, o montante negociado foi de 21,2 mil milhões de kwanzas, uma variação negativa de 50,49 por cento face ao mês anterior, marcado pela maior movimentação deste ano.
Em termos homólogos, a soma negociada caiu 56,9 por cento, ou seja, foram movimentados menos 28,3 mil milhões de kwanzas que no mesmo mês de 2016.
O número de negócios realizados durante o período em análise registou um ligeiro aumento de 7,0 por cento, atingindo 137, destacando-se o facto de a quantidade de negócios realizados no ambiente bilateral não ter apresentado qualquer variação, segundo os dados da Bodiva.
Quanto às maturidades mais negociadas desde o início do ano, a preferência dos investidores recaiu sobre os títulos que maturam em 2018, com um total negociado de 54 mil milhões de kwanzas, dos quais 32,2 mil milhões em ambiente multilateral e 21,8 mil milhões em ambiente bilateral.
De salientar que as operações no mercado secundário de títulos de dívida pública arrancaram em Março de 2015 decorrendo estas em plataformas processadas de forma bilateral (mercados de registos), o que limitava as opções de negócios para os investidores.