O montante da Dívida Pública negociado em bolsa no primeiro trimestre de 2018 atingiu os kz 143,2 mil milhões, resultantes da realização de mais de três mil negócios, segundo o relatório mensal dos mercados divulgado pela Bolsa da Dívida e Valores de Angola (Bodiva). Segundo o documento, publicado no website do organismo, em média mensal o mercado secundário da Dívida Pública movimentou cerca de 47,7 mil milhões nos primeiros três meses, mas Março foi o mês com maior volume 64,3 mil milhões. Em termos homólogos, o montante transaccionado de Janeiro a Março triplicou (cresceu 211 por cento). O segmento do mercado que permite negócios multilaterais foi responsável pela movimentação de 72 por cento do total do trimestre, ou seja, kz 103 mil milhões, cabendo à plataforma de negociações bilaterais os restantes 40,1 mil milhões (28 por cento). No que refere aos títulos mais negociados, segundo o relatório, as obrigações do Tesouro representaram 98 por cento do total (141 mil milhões ). Deste valor, as obrigações indexadas ao dólar movimentaram 98 do total (138,1 mil milhões). Quanto a prazos, houve maior propensão para negociar títulos de maturidade mais curtos, a vencerem em três e quatro anos (72 por cento do total). Os títulos a vencer em 2020 e 2021 representaram 40 e 32 por cento do total, respectivamente. O somatório das compras e das vendas efectuadas pelos membros de negociação da Bodiva, de Janeiro a Março, indica que o BFA foi o agente mais activo responsavel por operações no valor de kz 151,4 mil milhões.