O valor dos negócios da Bodiva, nesta quarta-feira, foi de 1.024,7 milhões de kwanzas, acima dos 694,6 milhões registados na sessão anterior. Do valor negociado, cerca de 898,1 milhões, ao passo que os restantes 125,6 milhões corresponderam a obrigações do Tesouro não reajustáveis. Quanto aos membros de negociação, o BMA teve a maior quota de mercado, tendo fica do com
uma quota de 69,68%. A Bodiva, sociedade gestora dos mercados regulamentados registou resultados líquidos cifrados em 916 milhões e 837 mil kwanzas, em 2018, 56,7 por cento dos quais , em 2017. Com um volume de negócios de intermediação financeira de 1,933 mil milhões de kwanzas, em 2018, observa-se um “superavit “ na ordem de 84,77% contra 2017. Segundo o relatório de contas apresentado em conferência de imprensa nesta quinta-feira, cerca de 222 mil milhões de kwanzas foram negociados em ambiente bilateral e 573 mil milhões em ambiente multilateral. Só o montante de títulos sob custódia representou, até o final do ano, um património de dois mil milhões e 58 milhões 300 mil 860 kwanzas. Em 2018, registou-se ainda a abertura de três mil e 539 contas individuais, além da captação de dois novos membros de negociação e liquidação, designadamente, o Banco Yetu e o Comercial Angolano (BCA). Com este novos membros, a BODIVA encerrou o ano com 18 membros, 16 dos quais com actividades de negociação e liquidação e dois de negociação. O ano de 2018 ficou marcado com a admissão à negociação das Obrigações Corporativas do Standard Bank Angola, uma operação que contribuiu com 4,7 mil milhões de kwanzas para o total do montante em custódia.