As negociações do Mercado de Bolsa de Títulos do Tesouro (MBTT) movimentaram um valor de 2,1 mil milhões de kwanzas, os quais resultaram de 33 negócios e 7,178 operações efectuadas.
O Banco de Fomento Angola (BFA) foi responsável por 15,7 milhões de kwanzas nestas negociações, ao passo que o Millennium Atlântico (BMA) ficou com 4,1 milhões logo a seguir.
De acordo com o boletim da Bolsa de Dívida e valores de Angola (BODIVA), que regista as operações diárias, só no dia 8 de Junho, o Mercado de Bolsa negociou mais de mil milhões em Obrigações do Tesouro.
Os dados da Bodiva confirmam ainda que o BFA controlou, nesse período, 99.08 por cento da quota de mercado, ficando com o BAI (0,73%) e o BMA (0,19%) as restantes cifras ao nível do Top 3.
Os dados publicados no sítio de Internet da Bodiva dão ainda conta de que no primeiro dia do mês as cifras negociadas foram de 6,4 mil milhões de kwanzas, tendo o BFA sido responsável de 29 do total de 32 negócios. O montante do banco, que controlou 67,99 por cento da quota de mercado, foi de 4,3 mil milhões.
Standar Bank, Keve e Económico foram os outros operadores com nota digna de registo.
No I trimestre, a dívida pública negociada na Bolsa de Valores de Angola (Bodiva) atingiu um total de 143,2 mil milhões de kwanzas, resultante da realização de mais de três mil negócios. o agente de intermediação BFA foi responsável por operações no valor de 151,4 mil milhões kwanzas.
O somatório das compras e das vendas efectuadas pelos membros de negociação da Bodiva, de Janeiro a Março, indica que o agente de intermediação Banco de Fomento Angola (BFA) foi responsável por operações no valor de 151,4 mil milhões Kwanzas, realizadas maioritariamente em ambiente multilateral.