A Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA) negociou, nos primeiros quatro meses deste ano, um valor de 287,3 mil milhões de kwanzas (893 milhões de dólares), de acordo com o dashboard opublicado
na sua página de Internet.
No ambiente biletaral foram mobilizados 50,4 mil milhões de kwanzas, enquanto que outros 236,8 mil milhões resultaram das negociações
em ambiente multilateral.
Em termos de desempenho mensal, Janeiro totalizou negociações avaliadas em 51,6 mil milhões; Fevereiro surge com 90,6 mil milhões; Março com 66,1 mil milhões e Abril fechou o período de avaliação com 78,8 mil milhões de kwanzas.

Contas do ano 2018

No que se refere à actividade de negociação nos mercados regulamentados sob gestão da BODIVA, o ano de 2018 foi marcado pela emissão do primeiro instrumento privado e admissão em Mercado de Bolsa de Obrigações Privadas (“MBOP”), pela migração da gestão do mercado primário de títulos de divida publica para a BODIVA e pela inauguração do Portal do Investidor.
Estes marcos e o maior

tes de intermediação, permitiram alcançar um montante global de negociação de 794.9 mil milhões de kwanzas (2.5 mil milhões de dólares), o que representa um aumento de
51,4% face ao ano anterior.
O montante médio mensal de negociação foi de 66,2 mil milhões de kwanzas, sendo que os meses que apresentaram maior montante de negociado foram os meses de Junho, Agosto e Setembro, respectivamente.
De acordo com o relatório e contas apresentado ontem, em Luanda, durante o ano de 2018, a BODIVA captou 2 (dois) novos membros de negociação e liquidação, nomeadamente, o Banco Yetu,S.A. e o Banco Comercial Angolano (BCA). Neste contexto, a BODIVA encerrou o ano de 2018 com 18 (dezoito) membros, dos quais,16 (dezasseis) de negociação e liquidação e 2(dois) de negociação.
No que concerne ao desempenho dos membros de negociação, verifica-se que, dos 18 membros BODIVA, 11 contribuíram para o montante de negociação, com particular realce para o BFA, SBA e BAI que em conjunto representaram mais de 83% do mercado.
Comparativamente ao ano anterior, o BFA mantém a liderança, com 45,24% do montante negociado. Já o SBA, BAI e BMA, representaram, respectivamente em 2018, 22,47%,15,22% e 7,12% do montante negociado.
No que se refere ao número de negócios realizados, constatamos um aumento de 84% face ao ano de 2017. Em 2018 em média foram realizados 323 negócios por mês, totalizando 3.878 contra os 2.106 verificados em 2017.
Em termos financeiros, o montante sob custódia de títulos do tesouro, representam um património na ordem dos 2.05 mil milhões O ano de 2018 ficou marcado com a integração da primeira emissão de Dívida Privada do Banco Standard Bank Angola,S.A no montante de 4.7 mil milhões em Obrigações, totalizando o montante financeiro sob custódia de 2.06 biliões de kwanzas.