As bolsas de valor de todo o mundo, até terça-feira desta semana, continuavam em alta, ao atingirem picos históricos, com investidores a respirarem de alívio, pois os temores relativos à Coreia do Norte diminuem e o pior cenário do furacão Irma parece ter sido já evitado.
As bolsas asiáticas, por exemplo, atingiam o seu maior nível desde o final de 2007, com referências em Tóquio, Seul e Xangai encerrando em território positivo.
Já na Europa, as bolsas obtiveram amplos ganhos nas negociações com quase todas as grandes bolsas da região no azul.
Enquanto isso, o mercado futuro dos EUA indicou mais ganhos em Wall Street, um dia após o S&P 500 atingir máxima histórica, com as principais referências a subir em torno de 0,1 a 0,2 por cento.
Por outro lado, os investidores continuaram a comprar activos arriscados e vender portos seguros como ouro, iene
japonês e títulos soberanos.
Além disso, ainda nesta terça-feira (12) o dólar avançava 0,3 por cento frente ao iene para 109,73 após ter subido 1,4 por cento no dia anterior, seu maior aumento em um dia desde meados de Janeiro e afastando-se de 107,32, mínima de 10 meses atingida
na passada sexta-feira.
Os investidores também reduziam as compras de títulos globais, ao fazer com que os rendimentos dos Títulos do Tesouros dos EUA e dos German Bunds ficassem mais altos pelo segundo dia consecutivo.