Os três principais índices da bolsa de Nova Iorque tiveram desempenhos mistos, encerrando sem tendência definida na terça-feira desta semana.
O S&P 500 cedeu 0,10 por cento, para 2.793,38 pontos; o tecnológico Nasdaq avançou 0,11, para 7.123,22 pontos; e o industrial Dow Jones recuou 0,13%, para 26.057,98 pontos.
A revelação do Conference Board de que a confiança dos consumidores norte-americanos teve um aumento surpreendente em Fevereiro, aliada às palavras do presidente da Reserva Federal norte-americana, Jerome Powell, que voltou a referir que iria ser paciente no que diz respeito a novos aumentos das taxas de juro, marcou a sessão.
Nas matérias-primas, o petróleo está a valorizar. O Brent, referência para o mercado europeu, está a subir 0,96 por cento, para 65,38 dólares. O West Texas Intermediate, referência para os Estados Unidos, valoriza 0,34 por cento para 55,67 dólares.
A subida do preço do petróleo anunciou o regresso à produção de 140 mil a 15o mil de barris diários graças a um acordo com a Organização dos Países de Exportadores de Petróleo (OPEP), segundo as informações da Bloomberg.
A bolsa de Nova Iorque abriu na segunda semana a negociar em baixa penalizada pelos prejuízos da Home Depot e pela queda das acções da Caterpillar.
O S&P 500 recua 0,12 por cento, para 2.792,68 pontos; o tecnológico Nasdaq cede 0,23%, para 7.099,14 pontos; e o industrial Dow Jones desvaloriza 0,15%, para 26.051,61 pontos.
Os resultados apresentados pelos maiores de bolsas mostram uma bolsa com resfriado.