Um projecto virado para o fornecimento de pesticidas que pode eliminar os insectos e pragas, que eventualmente invadem nas plantações e diminuir os níveis de produção de alimentos, vai ser implementado, no mercado nacional, pela empresa “Agrosystems”.
A iniciativa ligada a um grupo de empresários russos será de grande escala, sendo que depois do sector da exploração de minérios, agora o foco, no mercado angolano, estará virado para o ramo da agricultura.
Segundo o director-geral da Agrosystems, Sérgio Korytowski, a empresa é líder no mercado russo de produtos do género, daí o interesse em ajudar o Executivo e a agricultura angolana, no combate à fome.
Segundo a fonte, a Agrosystems nas suas inovações e avanços tecnológicos, vai disponibilizar soluções abrangentes e profissionais na área dos produtos que protejam os alimentos do ataque às pragas e doenças, ajudando os clientes a melhorarem a rentabilidade da produção agrícola e promover o desenvolvimento.
No mercado angolano, em função da procura, a empresa pretende disponibilizar mais de 100 produtos que compõem actualmente o seu portfólio, num total de mais de 30 milhões de litros de pesticida.

Protecção
O fornecimento do mesmo vai incidir nas soluções para a protecção de culturas como o milho, feijão, batata rena, cereais, algodão, banana, café, citrinos, legumes, girassol e outras culturas produzidas localmente.
Desde os primeiros dias no mercado, assegura a fonte, que confia em soluções inovadores e na avançada tecnologia, dali o orgulho no centro de pesquisa que ajuda a manter um dos principais portfólios na indústria.
A diferença com pesticidas fabricadas por outras unidades, reside nas combinações únicas de ingredientes activos, até a criação de novas fórmulas que ajudam no aumento da rentabilidade da produção agrícola.
O sucesso resultante do laboratório onde são testadas às combinações mais promissoras de ingredientes activos e a formulação de produtos fitossanitários, o que permite avaliar a sua eficácia de forma mais objectiva, tanto biológica como economicamente, disse o gestor.

Protecção do ambiente
Sergio Korytowski aponta que para o fabrico de pesticidas, foi tida em conta a segurança e protecção ambiental, com o objectivo de se alcançar os melhores resultados.
Todas as áreas de produção possuem um sistema de gestão ambiental, de acordo com a certificação internacional.
“Os nossos especialistas monitoram constantemente o meio ambiente, implementando às melhores soluções técnicas de produção, para reduzir o seu impacto no meio ambiente”, garantiu.