O Comité de Política Monetária (CPM), na sequência da análise efectuada à evolução dos principais indicadores macroeconómicos, constatou uma inflexão pontual, observada no comportamento mensal dos preços.
Por via disso, decidiu manter a Taxa Básica de Juro - Taxa BNA – em 16 por cento ao ano; a Taxa de Juro da Facilidade Permanente de Cedência de Liquidez em 20 e a Taxa de Juro da Facilidade Permanente de Absorção de Liquidez a sete dias em 7,25.
O CPM analisou a evolução dos indicadores relativos à economia nacional com realce para os sectores Real, Fiscal, Monetário e Externo, bem como o comportamento da economia internacional. Foi prestada particular atenção à trajectória dos preços na economia nacional, tendo o CPM notado uma aceleração da inflação no mês de Novembro, explicada pelo aumento pontual do preço administrado das telecomunicações.
No mês de Novembro de 2016, a taxa de inflação mensal, medida pelo Índice de Preços no Consumidor da província de Luanda, publicada pelo Instituto Nacional de Estatística, foi de 2,13 por cento, contra 1,79 no mês anterior. A contribuição da classe das Comunicações foi de 0,57 pontos percentuais. Assim, excluindo o impacto do ajustamento dos preços das telecomunicações, a inflação mensal situar-se-ia em 1,57, reflectindo a desaceleração do ritmo de crescimento dos preços na economia.