O leilão realizado pela empresa Sodiam e contemplou a venda de um lote de sete pedras especiais, provenientes da Sociedade Mineira do Lulo, com peso de 43,25 a 114,94 quilates. Entre elas, destaque para uma com 46 quilates, denominada “pink” ou pedra rosa.
Segundo uma nota de imprensa chegada a nossa redacção, o modelo escolhido para a sua realização foi o de um leilão por concurso normalmente designado por Tender, no qual as empresas participantes apresentaram as suas licitações em modelo fechado, por se tratar de um modelo que permite obter maior valor para as pedras em leilão.
As licitações foram feitas on-line, numa plataforma electrónica criada e desenvolvida para SODIAM para o efeito (www.sodiamsales.com), na qual as empresas participantes se registaram previamente.
Participaram no leilão 31 empresas, provenientes de oito países, designadamente Angola, Bélgica, Emirados Árabes Unidos, Índia, Estados Unidos da América, África do Sul, Israel e China.
O montante total arrecadado com este primeiro leilão foi de 16.696.696,27 milhões de dólares ( ou dezasseis milhões, seiscentos e noventa e seis mil e seiscentos e noventa e seis dólares e vinte cêntimos).
As empresas vencedoras com as maiores licitações foram a Arslanian Group DMCC (EAU), Blue Glacier Diamonds (EUA), Kapu Gems (INDIA), Shree Ramkrishna Export Pvt Ltd (INDIA), M.B.D. BVDA, Julius Klein Group.
Diamantino Pedro Azevedo, Ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, sublinhou a importância deste primeiro leilão de diamantes brutos e o momento histórico que representa para Angola.
“Os resultados obtidos deixam o Governo, o Ministério e todas as entidades envolvidas deveras satisfeitas. Quer pelo resultado obtido, quer pela forma eficiente, profissional e transparente em que assentou todo o processo”, revela o Ministro dos Recursos Minerais e Petróleos.
Para Eugénio Bravo da Rosa, Presidente do Conselho de Administração da SODIAM, este primeiro passo não poderia ter corrido melhor, atendendo ao curto espaço de tempo em que foi preparado. “O primeiro leilão de diamantes brutos em Angola, realizado pela SODIAM em estreita articulação com o MIREMPET, a ENDIAMA, a Sociedade Mineira do Lulo e a sua acionista Lucapa Diamonds, foi um sucesso.