A Empresa Interbancária de Serviços (Emis), gestora da rede multicaixa, vai colocar no mercado novos serviços que poderão proporcionar maior comodidade, segurança e eficiência à população nas transacções financeiras, depois da inauguração, ainda este ano, do novo centro informático, em construção no Rangel, em Luanda.

Constam do novo pacote da Emis os serviços de tele recarga ou telemulticaixa, o carregamento de recarga por terminal de pagamento automático (TPA), o netbank, e o serviço de pagamento de remessas por telemóvel.

Segundo o presidente do Conselho de Administração da Emis, Pedro Puna, a implementação desses programas passa pela melhoria das condições técnicas de trabalho, razão pela qual está a ser construída a infra-estrutura que servirá de suporte técnico a esses novos serviços.

Os dois centros de informáticos, sendo um principal e outro alternativo, ocupam uma superfície de cerca de 1.680 metros quadrados. O primeiro tem capacidade de instalar aproximadamente 2.400 armários de equipamento com uma potência de 2.400 kva. O secundário, que consta num outro projecto, será erguido na província da Huíla até 2015.

Para Pedro Puna, a Emis ao comemorar o seu nono aniversário (25/07), fê-lo com bastante satisfação, pois, durante todo esse tempo, soube com estudos e eficiência levar ao público todo um trabalho edificante.

“Apesar de comemorarmos mais um aniversário, a actividade da rede multicaixa em Angola só começou depois, isto é, em 2003, e não obstante a rede ter sido inaugurada no dia 18 de Abril de 2002, de lá para cá, passamos por muitas dificuldades, mas fomos vencendo com sacrifício, estudo e dedicação, e hoje temos a rede que orgulha todo o angolano”, destacou.

Segundo diz, “todos nós verificamos que quando andamos pela cidade, o cidadão luandense, e não só, já não consegue viver o seu dia a dia sem o seu cartão multicaixa, e a certificação e aceitação da nossa rede pela Visa para transacções, é uma das vitorias conquistadas ao longo desse tempo todo”.

Neste momento, um dos projectos que a Emis está igualmente a desenvolver é a certificação de outra marca internacional que é o Master Card, cujos cartões serão brevemente produzidos em Angola.

Leia mais este e outros assuntos na edição impressa do Jornal de Economia & Finanças desta semana, já em circulação