Angola participou, recentemente, na 34ª Reunião sobre a Reforma da Associação dos Países Africanos Produtores de Petróleo (APPA), realizada em Abidjan, Côte d’Ivoire.
O encontro, em que chefiou a delegação angolana o ministro dos petróleos, Botelho de Vasconcelos, visou analisar o processo de reforma da
organização continental.
Em vesperas ao encontro, o ministro angolano dissera á imprensa que “o processo está em curso. Foi elaborado um estudo e que nesta reunião iremos analisar com profundidade os aspectos fundamentais do estudo de reforma da organização, porque o que se pretende é obter deste estudo algumas sugestões para transformarmos a organização num corpo mais vivo nos objectivos que os produtores de petróleo africano prevêem para o futuro”.
A Associação dos Países Africanos Produtores de Petróleo (APPA) foi criada em 1972 na Nigéria e tem por objectivo promover a cooperação entre os países membros no sector dos hidrocarbonetos.
A organização agrupa a Argélia, Angola, Benin, Camarões, Congo Brazzaville, República Democrática do Congo, a Côte d’Ivoire, Egipto, Gabão, Guiné Equatorial, Líbia, Nigéria, a África do Sul e o Tchad.
Angola é, neste momento, segundo a Opep, o maior produtor petrolífero africano, seguindo-se-lhe a Nigéria.