Luanda acolhe nos dias 25 e 26 de Abril a III conferência de “exposição de petroléo e gás 2018”, sob o lema “Conteúdo nacional no actual contexto económico”.
O evento é uma organização do Centro de Apoio Empresarial (CAE) e conta com o suporte do Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos e da
petrolífera estatal Sonangol.
Uma nota a que o JE teve acesso refere que a iniciativa visa promover o empresariado nacional, a fim de identificar bens e serviços produzidos no país que possam servir
para o sector petrolífero.
A missão do Centro de Apoio Empresarial é impulsionar a participação das empresas angolanas neste segmento, por via da prestação de serviços de assistência técnica, capacitação, registo, certificação, gestão da base de dados de fornecedores, assim como divulgação das oportunidades de negócio existentes.

Reformas
Neste particular, o Executivo está a adoptar um conjunto de medidas legais e económicas sobre o “conteúdo local”, de modo a assegurar a inserção e maior participação de empresas locais na prestação de
serviços ao sector petrolífero.
A ideia é garantir a mudança da estrutura económica de forma sustentável e acelerada, de modo a diminuir a importação de bens e serviços e garantir a diversificação da economia.
Além disso, o Plano de Estabilização Macroeconómica (PEM) sugere por exemplo, a simplificação da maneira como as concessões são atribuídas, a revisão dos termos contratuais para tornar o sector mais atractivo e flexível para os operadores, assim como da nova legislação sobre a exploração e produção de gás natural.