O sector da função pública em Angola conta actualmente com 338 mil 423 funcionários e agentes administrativos, informou em Luanda, o ministro da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), Jesus Maiato, na cerimónia de abertura do Conselho Consultivo realizado a 23 de Fevereiro. O titular da pasta esclareceu que os efectivos estão maioritariamente vinculados aos sectores da educação e saúde com 169 mil 280 e 88 mil 264, respectivamente, totalizando 257 mil 544, correspondendo a 67 por cento do total dos efectivos da função pública. Deste número, de acordo com o documento que o JE teve acesso, 47.021 são funcionários da administração central e 338. 402 da administração local, sendo que 161.649 são mulheres e 223.774 homens, representando 42 e 58 por cento, respectivamente. Jesus Maiato acrescentou que, no âmbito da formação dos funcionários públicos e dos trabalhadores do sector empresarial, a Escola Nacional de Administração (ENAD) capacitou 1.622 efectivos. O ministro refere que o sector atribui grande ênfase à vertente da formação pelo que o Programa de Valorização do Serviço Público formou 4.517 funcionários da administraçãocentral directa do Estado. No que tange ao Serviço Integrado de Atendimento ao Cidadão (SIAC), o documento sustenta que esta entidade atendeu 2.743.321 cidadãos e na inspecção da função pública efectuou 17 acções inspectivas sendo nove aos órgãos centrais e oito tutelados. Assim, no quadro do programa de empreendedorismo em curso no país, foram capacitados 22 mil 831 jovens finalistas do ciclo formativo e 4 mil 219 do programa Empreendedorismo na Comunidade, em 97 acções formativas . Foram ainda capacitados 12 mil 022 jovens nas unidades formativas do Sistema Nacional de Formação Profissional sobre “criação do próprio negócio” e “como procurar emprego”. Neste segmento beneficiaram de crédito no âmbito da implantação do programa empreendedorismo na comunidade, 6.871 jovens. O sector formou também 1.169 jovens nos centros locais de empreendedorismo e serviços de emprego em que foram ministrados 149 cursos nos centros tutelados pelo INEFOP e 320 nos centros privados, tendo sido formados no ciclo formativo 2017 44.548 jovens. A função pública em Angola alberga 28 ministérios sem a inclusão da Presidênciada República. O Conselho Consultivo do MAPTSS abordou, entre outros assuntos, as actividades desenvolvidas pelos órgãos centrais, desconcentrados e tutelados, nos domínios da Administração do Trabalho, Administração Pública e Segurança Social e o Plano de Actividades para o ano em curso.