Cento e cinco agregados familiares, dos 640 previstos, foram inquiridos de 5 de Março até a presente data, na província do Huambo, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), no âmbito do 3º Inquérito sobre Despesas, Receitas e Emprego em Angola (IDREA). Em declarações à imprensa, o director local em exercício do INE, Rúben Gomes, os agregados localizam-se em bairros e aldeias dos municípios Huambo, Bailundo e Mungo. Apesar de alguns constrangimentos de comunicação, principalmente a degradação das vias de acesso, afirmou que o processo está a decorrer sem sobressaltos, estando, actualmente, a ser realizado nos bairros Bom Pastor e Mungonena, na periferia da cidade do Huambo, e Lua Nova I, nos arredores da cidade da Caála. Ainda assim, apelou os agregados seleccionados como amostra, na província do Huambo, a fornecerem informações com maior clareza, no sentido de permitir que o INE produza indicadores fiáveis, para permitir ao governo delinear políticas a favor das comunidades em condições menos favoráveis.