O Presidente do Conselho de Administração da Endiama, José Manuel Ganga Júnior, manteve , recentemente  em Luanda, uma reunião de trabalho com o presidente da empresa indiana de diamantes Pintu Dholakia.
A delegação asiática esteve em Angola para uma visita exploratória e manifestou interesse na compra de diamantes, tendo ainda aventado a possibilidade de investir em projectos mineiros por via de
financiamento bancário.
A agenda de trabalho inscreveu-se na deslocações às províncias das Lundas Norte e Sul, onde visitaram os projectos Luó, Uari e Furi.
A firma Hari Krishna é uma empresa com 27 anos de experiência no ramo da joalharia e lapidação, que trabalha com importantes players do subsector diamantífero mundial, como a Alrosa, a De Beers
e a Rio Tinto.
Em Angola a empresa desenvolve uma actividade significativa, sendo que 17 por cento dos diamantes que adquire são provenientes das Sociedades Mineiras de Catoca,
Chitotolo, Cuango e Lulo.
O último encontro realizado contou com as presenças dos Administradores para a Geologia e Desenvolvimento Mineiro, Ana Feijó, e Planeamento Estratégico e Operações Mineiras, Laureano Receado Paulo.

CMC PROMOVE EDUCAÇÃO FINANCEIRA NOS INSTITUTOS MÉDIOS DE LUANDA

A Comissão do Mercado de Capitais (CMC), em colaboração com o Ministério da Educação, realiza no dia 31 de Outubro, nas suas instalações sito no Distrito Urbano do Talatona, Rua do MAT, Complexo Clássicos de Talatona, B, GU 19 B, Bloco A5, a IV Edição do Concurso de Redacção para a Educação Financeira.
O concurso, destinado aos estudantes do Ensino Médio das escolas públicas e privadas, tem como finalidade incentivar o pensamento, a pesquisa, a criatividade e a originalidade dos trabalhos de jovens estudantes sobre temas ligados às áreas de finanças, negócios, poupança, empreendedorismo, risco nos investimentos e investimento no Mercado de Capitais.
Tal iniciativa visa promover uma oportunidade de discussão e reflexão de atitudes e escolhas conscientes que um jovem pode tomar no seu dia-a-dia através de projectos escolares, planificação financeira, gestão de poupanças a médio
e longo prazo, e desta forma.
Segundo o documento que o JE teve acesso, a acção tem ainda como objectivo preparar os estudantes para ser um futuro investidor e empreendedor esclarecido e bem-sucedido. Esta iniciativa enquadra-se ainda nas celebrações do dia mundial da Poupança que surgiu em Outubro de 1924, durante o I Congresso Internacional de Economia, em Milão, e foi celebrado pela primeira
vez a 31 de Outubro de 1925.
O concurso insere-se no âmbito do Programa de Educação Financeira da CMC, dirigido a diversos sectores da sociedade e tem como objectivo principal, aumentar os
níveis de literacia financeira da
população disseminando, de forma didáctica, conhecimento sobre o sistema financeiro angolano, em geral e sobre o Mercado de Valores
Mobiliários, em particular.
Recorda-se que Edivaldo Bráulio de Carvalho, estudante de 16 anos do Colégio Angolano de Talatona (CAT) foi o grande vencedor da 3ª edição realizada o ano passado. Esta iniciativa tem como principal patrocinador a Plural Editores, que apoio este projecto desde a sua primeira edição.